Clareador Cerebral


Viva Patti Smith

"A maior parte dos meus poemas são escritos pra mulheres porque as mulheres são mais inspiradoras. Quem são os maiores artistas? Os homens. Em quem eles se inspiram? Nas mulheres. O meu lado masculino é inspirado pelo feminino. Me apaixono pelos homens, e eles me dominam. (...) Acontece que não posso escrever sobre um homem porque sou dominada por ele, mas, com uma mulher, posso ser masculina. Posso usá-la como minha musa. Eu uso as mulheres."

Patti Smith - década de 70.

 

Boa ação do dia: Emprestei meu "Insustentável Leveza do Ser" para a Maysa.



 Escrito por Mariana Perin às 15h24
[   ]




"Mate-me por favor". Não gente, é só o livro que comecei a ler!

Post especial para hoje: Dia mundial do Rock! Eba... Parabéns!

 

Tá... Sei que ler um livro de cada vez nunca foi a minha qualidade, me embanano toda, sempre começo um no meio do outro e assim vai. Isso parece um constante roteiro em minha vida. Dessa vez, comecei a ler um nada a ver comigo, porém me surpreendi. Por um acaso leitores, alguém já leu “Mate-me por favor”? Acho que não, mas gente, eu estou me divertindo horrores com esse livro.

            Tudo bem, o que tem haver Dona Mariana Perin saber a história do Punk Rock? Na verdade nada, tirando minha paixão “The Clashiana”, tá tudo certo. Mas gente, esse livro com certeza entrará no hall dos que mais me fizeram rir. Cada história, puta que pariu! Numa época em que havia repressão sexual (até onde li, é claro), as pessoas viviam realmente no sexo, drogas e Rock ´n roll. Era uma orgia só! Nossa, ainda bem que a Aids não era febre até então. Literalmente todo mundo comia todo mundo.

            Sex simbols, tesão, muita anfetamina... Ops! Estamos falando da década de 60 pode? Antes do movimento hippie. Eu não imagino uma América alienada com menininhos tão petulantes. Gente, um dia o Iggy Pop foi caretão, acredita? Huahuahauhauhahuaua. Vou parar de falar, que ninguém deve estar entendendo nada.

            É que cada vez que vejo que há algo que possa acrescentar, eu escrevo aqui. Sim, o livro não é nada moralista, e até dá pra pensar em experimentar uma porrada de coisas só pra ver qual era a deles, mas na verdade vai além disso. É o caminho do Carpe Diem, seja ele da forma que o ser humano desejar, da livre manifestação de idéias. O pensamento alcança as maiores alturas. Isso é louco. Não... Não preciso (ainda, hauhauahuahauh) de anfetaminas, de pscicotrópicos, de álcool para ser criativa (ou penso que não), mas criar sob um processo desses deve ser algo indiscutível. Fora a diversão!

            Minha mãe teve o privilégio de conviver alguns anos com um dos meus poetas favoritos, o Leminski. Ele realmente não criava nada sóbrio. Porra, o cara era gênio. O que estou discutindo aqui? Não é nenhuma apologia, mas meus grandes ídolos eram completamente movidos por alucinógenos e narcóticos! Gente, o Fernando Pessoa era outro biruta viciado em absinto e ópio. Onde está a nova geração de gênios?

            Gente... Tá... Aí vai: Renato Russo, Cazuza, Neruda, Francis Ford Coppola, Glauber Rocha, Shakespeare... Será que o Almodóvar e o Kundera também? Nelson Rodrigues gostava de tomar umazinha vai... O Chico Buarque pelo menos cria caretão! Nossa, onde estou querendo chegar?

            Esse semestre, a RosaChoque fez um pequeno documentário para o Professor Fran sobre isso. Na verdade, era sobre drogas na vida noturna, mas acabou tomando um rumo desses. Eu paro, penso e afirmo que podemos sim fazer o que bem entendemos com o nosso corpo, cabe a nós o discernimento de certo e errado. Se for para autoconhecimento, por que não?

            Mas nessa vem o lado careta da coisa: Sim, vicia e mata! Tem pessoa que tem sim pré-disposição para o vício, tem pessoa que não larga, tem pessoa que mata, tem o crime organizado envolvido, tem a moral. Porra, tem tanta coisa! Já sou tão maluca só comendo alface!

            Não concluo dessa vez. Mas fico em dúvidas sobre o certo e o errado. O caminho a ser seguido é escolha própria. Paz e amor pessoas.

 

 

 

Mudando de assunto: Amigas juntas sempre é resultado de diversão. Depois de muita pegação no pé, vou viajar com as minhas amigas para um sítio nesse próximo fim de semana. Nossas conversas de pelinhos* darão muito pano para a manga, ou pauta para o blog. hauahuahuahauh Terei que voltar a falar mal de mulher, ou na verdade de relacionamentos por aqui! Saudades de vocês!

 

*Conversa de pelinhos é um termo para conversa entre mulheres.



 Escrito por Mariana Perin às 11h48
[   ]





 



M.P
BRASIL,
Histórico
  16/05/2010 a 22/05/2010
  07/02/2010 a 13/02/2010
  20/12/2009 a 26/12/2009
  22/11/2009 a 28/11/2009
  13/09/2009 a 19/09/2009
  16/08/2009 a 22/08/2009
  09/08/2009 a 15/08/2009
  26/07/2009 a 01/08/2009
  19/07/2009 a 25/07/2009
  05/07/2009 a 11/07/2009
  28/06/2009 a 04/07/2009
  21/06/2009 a 27/06/2009
  25/01/2009 a 31/01/2009
  11/01/2009 a 17/01/2009
  30/11/2008 a 06/12/2008
  23/11/2008 a 29/11/2008
  16/11/2008 a 22/11/2008
  13/07/2008 a 19/07/2008
  22/06/2008 a 28/06/2008
  18/05/2008 a 24/05/2008
  20/04/2008 a 26/04/2008
  03/02/2008 a 09/02/2008
  13/01/2008 a 19/01/2008
  02/12/2007 a 08/12/2007
  18/11/2007 a 24/11/2007
  21/10/2007 a 27/10/2007
  07/10/2007 a 13/10/2007
  30/09/2007 a 06/10/2007
  09/09/2007 a 15/09/2007
  26/08/2007 a 01/09/2007
  19/08/2007 a 25/08/2007
  12/08/2007 a 18/08/2007
  29/07/2007 a 04/08/2007
  22/07/2007 a 28/07/2007
  15/07/2007 a 21/07/2007
  08/07/2007 a 14/07/2007
  24/06/2007 a 30/06/2007
  10/06/2007 a 16/06/2007
  03/06/2007 a 09/06/2007
  27/05/2007 a 02/06/2007
  13/05/2007 a 19/05/2007
  06/05/2007 a 12/05/2007
  22/04/2007 a 28/04/2007
  08/04/2007 a 14/04/2007
  01/04/2007 a 07/04/2007
  25/03/2007 a 31/03/2007
  18/03/2007 a 24/03/2007
  11/03/2007 a 17/03/2007
  04/03/2007 a 10/03/2007
  25/02/2007 a 03/03/2007
  18/02/2007 a 24/02/2007
  11/02/2007 a 17/02/2007
  04/02/2007 a 10/02/2007
  28/01/2007 a 03/02/2007
  21/01/2007 a 27/01/2007
  14/01/2007 a 20/01/2007
  07/01/2007 a 13/01/2007
  31/12/2006 a 06/01/2007
  24/12/2006 a 30/12/2006
  10/12/2006 a 16/12/2006
  26/11/2006 a 02/12/2006
  12/11/2006 a 18/11/2006
  29/10/2006 a 04/11/2006
  22/10/2006 a 28/10/2006
  15/10/2006 a 21/10/2006
  30/07/2006 a 05/08/2006
  23/07/2006 a 29/07/2006
  16/07/2006 a 22/07/2006
  09/07/2006 a 15/07/2006
  02/07/2006 a 08/07/2006
  11/09/2005 a 17/09/2005
  28/08/2005 a 03/09/2005
  07/08/2005 a 13/08/2005
  31/07/2005 a 06/08/2005
  24/07/2005 a 30/07/2005
  17/07/2005 a 23/07/2005
  12/06/2005 a 18/06/2005
  05/06/2005 a 11/06/2005
  29/05/2005 a 04/06/2005
  22/05/2005 a 28/05/2005
  15/05/2005 a 21/05/2005
  08/05/2005 a 14/05/2005
  01/05/2005 a 07/05/2005
  24/04/2005 a 30/04/2005
  17/04/2005 a 23/04/2005
  03/04/2005 a 09/04/2005
  27/03/2005 a 02/04/2005
  20/03/2005 a 26/03/2005
  13/03/2005 a 19/03/2005
  06/03/2005 a 12/03/2005
  27/02/2005 a 05/03/2005
  20/02/2005 a 26/02/2005
  13/02/2005 a 19/02/2005
  06/02/2005 a 12/02/2005
  30/01/2005 a 05/02/2005
  23/01/2005 a 29/01/2005
  16/01/2005 a 22/01/2005
  09/01/2005 a 15/01/2005
  02/01/2005 a 08/01/2005
  26/12/2004 a 01/01/2005
  19/12/2004 a 25/12/2004
  12/12/2004 a 18/12/2004
  05/12/2004 a 11/12/2004
  21/11/2004 a 27/11/2004
  14/11/2004 a 20/11/2004
  07/11/2004 a 13/11/2004
  31/10/2004 a 06/11/2004
  24/10/2004 a 30/10/2004
  17/10/2004 a 23/10/2004
  10/10/2004 a 16/10/2004
  03/10/2004 a 09/10/2004
  26/09/2004 a 02/10/2004
  12/09/2004 a 18/09/2004
  05/09/2004 a 11/09/2004
  29/08/2004 a 04/09/2004
  22/08/2004 a 28/08/2004
  15/08/2004 a 21/08/2004
  08/08/2004 a 14/08/2004
  01/08/2004 a 07/08/2004
  18/07/2004 a 24/07/2004
  11/07/2004 a 17/07/2004
  04/07/2004 a 10/07/2004
  27/06/2004 a 03/07/2004
  20/06/2004 a 26/06/2004
  13/06/2004 a 19/06/2004
  06/06/2004 a 12/06/2004
  30/05/2004 a 05/06/2004
  23/05/2004 a 29/05/2004
  09/05/2004 a 15/05/2004


Meus Links
  Clube da des(Conquista)
  Chorumelos (um blog com perspectiva totalmente masculina!)
  Deposito de Neuras
  Mulher o Suficiente
  Anônimo Incógnito - Diálogos Insanos
  Volume I
  P2B
  Um duelo - eu e ela.
  Nana Yazbek
  Leu porque quis
  Tchutchubiruba
  Caraqteres
  Cultura Pop by Lady O.
  Berenice disse