Clareador Cerebral


Brincando de casinha

 O que foi aquilo na Rússia? Crianças morrendo por petróleo, países sem saída apoiando os EUA, e o terceiro mundo sambando? Realmente não entendo quem somos. Humanos que se preocupam tanto com a intelectualidade e colocam de lado um ato político de suma importância.

 Centenas de crianças mortas em um dia na Rússia, e milhares de civis mortos no Iraque. Animais irracionais que não param para pensar que somos todos uma raça única, e infelizmente o único sistema que deu mediocremente certo foi o capitalismo. “Homem primata, capitalismo selvagem”, realmente essa é nossa vida. Já permaneci apática em relação a algumas guerras por questões culturais. Nunca me coloquei a discutir a guerra entre palestinos e judeus, ou vice versa – mas essa animalização dos povos e de seu habitat está me irritando profundamente.

 Mas aqui é Brasil! Terra mais bela do mundo, com as mulheres mais interessantes do mundo, com a cultura do mundo aqui! Agradeço todos os dias por ser brasileira pura (risos), de todas as raças, todos os sangues, todas as nacionalidades. Sou portuguesa, italiana, espanhola, húngara e índia. Sou símbolo da miscigenação e de todas as nossas histórias. Macunaíma foi um dos livros de colégio que mais me chamaram atenção. Assim como todas as obras de Machado – totalmente Brasileiras de alma e páginas.

 De vez em quando questiono a existência de Deus. Sei que ele (ou ela – natureza) está lá, mas me pego a pensar e pergunto: O Brasil não é um inferno por que? Temos a miséria, temos a fome, temos a seca, temos as favelas – mas do sertão, dos morros e da vida nascem as mais belas criações. O samba malandro caminha com a guerra civil na comunidade, e o cangaço vive com o coronelismo. Não há como negar que há essa simbiose, e não consigo chegar à conclusão nenhuma, apenas que só a criminalidade no Brasil é intelectual. Claro que brinco, que nossa política corrupta nos faz questionar a nossa existência nessa terra verde e amarelo, porem... Aqui faço um minuto de silêncio para a reflexão. (Pausa)

 Salve salve a arte. Teoricamente, penúltimo fim de semana da gravação do vídeo experimental Só Sentir Faz Sentido – com direito a docinhos no domingo, gravações intermináveis, praia na segunda-feira e descanso na terça. Juro que agora meu cérebro voltou a funcionar. Não dormia há tempos, e meu lindo namorado dormiu comigo essa noite. Os dois descansaram merecidamente. Sobre ele, eu falo daqui a pouco. Voltando para a arte, nosso trabalho está tranqüilo, por mais atrasado que esteja. Eu adorei as cenas que dirigi, e fazer arte sempre é algo incrível, pois vejo que posso colocar as minhas influências ali e pessoas assistirem. Aliás, assisti Amores Possíveis na globo de madrugada mesmo. Que roteiro! Algumas tomadas maravilhosas, e uma das fotografias mais belas em uma cena de sexo. E as questões do acaso do amor, que é eternamente amor, não importa em qual circunstância esteja. Amor é amor, e o destino é sim mutável – dependendo do ponto de vista é claro.

 “Quem não tem um namorado é alguém que tirou férias não remuneradas de si mesmo” já dizia Carlos Drummond, em um texto perdido no clareador. Eu realmente estou completamente apaixonada, e cada dia mais sei que ele é o amor da minha vida. Certa vez questionei a existência de almas gêmeas. Desculpe-me, mas não acredito em cara metade. Talvez em tampa de panela, ou pedaço do quebra cabeça – os gêmeos são iguais! Qual é a graça? Com certeza se você acha que fulano é sua alma gêmea, ele não pensa isso de ti!

 Meu namorado não é minha alma gêmea, e sim meu eterno amor, o ideal de homem, ou melhor, o ideal de homem para me amar. Ele sempre me amou, e nunca duvidei disso. Durante nossa separação, ele tinha medo de falar sobre mim para os seus affairs e assustá-las. Ele achava que não é importante pessoas passageiras saberem da Eterna. Hoje não sei se ele estava certo, mas acho que saber sobre a existência de um grande amor faz com que o atual parceiro tenha plena consciência do que o outro sente. Estamos acostumados a criar ilusões. A acharmos que somos amados, só porque a carência baixou, e nos percebemos vulneráveis aos detalhes do relacionamento.

 Meu menino, que tem as bochechas rosas num dia frio. Meu menino dos cachinhos pedidos por mim. Meu menino, só meu, que faço birra por ciúmes, que faço charme só por dengo, que me faz carinho, que me olha dormindo, que me aquece quando possível. Tive uma das melhores noites, uma das melhores manhãs de todos os tempos. Estava podre (não cansada, podre mesmo), discutimos apenas pelo cansaço dos dois, e dormimos até não poder mais. Dormirmos, acordamos, nos curtimos, dormimos novamente... Assistimos 30% de um DVD e vim trabalhar. Labuta maldita!!!

 Brincando de casinha é mais que um capítulo na minha vida. É uma fase, é uma época, é uma promessa de amor eterno. Num julho frio de 2002, ele dormia, e ao olhá-lo, me deu vontade de escrever. Ele parecia uma criança, e escrevi uma poesia para ele. Depois que mostrei o que havia escrito, ele fez uma música, e tudo isso resume muito os meus objetivos de vida conjugal. A vida da família, papai, mamãe e filhinha, um sonho que agora está tão próximo. Não tenho ideal da família perfeita, odeio esses padrões! Mas quero ser feliz sabe?

 Hoje vivo isso, essa experimentação de querer morar com alguém de verdade. Todo mundo acha que estou brincando, ou que sou muito nova para isso, mas não. Até apartamento andei procurando, penso na minha cama, no meu banheiro, na minha geladeira, e no meu lar. Cito bens materiais, que não chegam aos pés do que eu quero de verdade. Sem medo de ser feliz, apenas buscando o inevitável. Adoro as teorias de Freud, que nascemos p/ o sexo (que significa – para as relações). Leia Freud. Acho que é interessante. Psicologia sem ser auto-ajuda. MEU ANIVERSÁRIO DIA 24/09 NA FUN HOUSE. Exijo a presença de todos os amigos! Os inimigos serão bem vindos também!



 Escrito por Mariana Perin às 21h35
[   ]





 



M.P
BRASIL,
Histórico
  16/05/2010 a 22/05/2010
  07/02/2010 a 13/02/2010
  20/12/2009 a 26/12/2009
  22/11/2009 a 28/11/2009
  13/09/2009 a 19/09/2009
  16/08/2009 a 22/08/2009
  09/08/2009 a 15/08/2009
  26/07/2009 a 01/08/2009
  19/07/2009 a 25/07/2009
  05/07/2009 a 11/07/2009
  28/06/2009 a 04/07/2009
  21/06/2009 a 27/06/2009
  25/01/2009 a 31/01/2009
  11/01/2009 a 17/01/2009
  30/11/2008 a 06/12/2008
  23/11/2008 a 29/11/2008
  16/11/2008 a 22/11/2008
  13/07/2008 a 19/07/2008
  22/06/2008 a 28/06/2008
  18/05/2008 a 24/05/2008
  20/04/2008 a 26/04/2008
  03/02/2008 a 09/02/2008
  13/01/2008 a 19/01/2008
  02/12/2007 a 08/12/2007
  18/11/2007 a 24/11/2007
  21/10/2007 a 27/10/2007
  07/10/2007 a 13/10/2007
  30/09/2007 a 06/10/2007
  09/09/2007 a 15/09/2007
  26/08/2007 a 01/09/2007
  19/08/2007 a 25/08/2007
  12/08/2007 a 18/08/2007
  29/07/2007 a 04/08/2007
  22/07/2007 a 28/07/2007
  15/07/2007 a 21/07/2007
  08/07/2007 a 14/07/2007
  24/06/2007 a 30/06/2007
  10/06/2007 a 16/06/2007
  03/06/2007 a 09/06/2007
  27/05/2007 a 02/06/2007
  13/05/2007 a 19/05/2007
  06/05/2007 a 12/05/2007
  22/04/2007 a 28/04/2007
  08/04/2007 a 14/04/2007
  01/04/2007 a 07/04/2007
  25/03/2007 a 31/03/2007
  18/03/2007 a 24/03/2007
  11/03/2007 a 17/03/2007
  04/03/2007 a 10/03/2007
  25/02/2007 a 03/03/2007
  18/02/2007 a 24/02/2007
  11/02/2007 a 17/02/2007
  04/02/2007 a 10/02/2007
  28/01/2007 a 03/02/2007
  21/01/2007 a 27/01/2007
  14/01/2007 a 20/01/2007
  07/01/2007 a 13/01/2007
  31/12/2006 a 06/01/2007
  24/12/2006 a 30/12/2006
  10/12/2006 a 16/12/2006
  26/11/2006 a 02/12/2006
  12/11/2006 a 18/11/2006
  29/10/2006 a 04/11/2006
  22/10/2006 a 28/10/2006
  15/10/2006 a 21/10/2006
  30/07/2006 a 05/08/2006
  23/07/2006 a 29/07/2006
  16/07/2006 a 22/07/2006
  09/07/2006 a 15/07/2006
  02/07/2006 a 08/07/2006
  11/09/2005 a 17/09/2005
  28/08/2005 a 03/09/2005
  07/08/2005 a 13/08/2005
  31/07/2005 a 06/08/2005
  24/07/2005 a 30/07/2005
  17/07/2005 a 23/07/2005
  12/06/2005 a 18/06/2005
  05/06/2005 a 11/06/2005
  29/05/2005 a 04/06/2005
  22/05/2005 a 28/05/2005
  15/05/2005 a 21/05/2005
  08/05/2005 a 14/05/2005
  01/05/2005 a 07/05/2005
  24/04/2005 a 30/04/2005
  17/04/2005 a 23/04/2005
  03/04/2005 a 09/04/2005
  27/03/2005 a 02/04/2005
  20/03/2005 a 26/03/2005
  13/03/2005 a 19/03/2005
  06/03/2005 a 12/03/2005
  27/02/2005 a 05/03/2005
  20/02/2005 a 26/02/2005
  13/02/2005 a 19/02/2005
  06/02/2005 a 12/02/2005
  30/01/2005 a 05/02/2005
  23/01/2005 a 29/01/2005
  16/01/2005 a 22/01/2005
  09/01/2005 a 15/01/2005
  02/01/2005 a 08/01/2005
  26/12/2004 a 01/01/2005
  19/12/2004 a 25/12/2004
  12/12/2004 a 18/12/2004
  05/12/2004 a 11/12/2004
  21/11/2004 a 27/11/2004
  14/11/2004 a 20/11/2004
  07/11/2004 a 13/11/2004
  31/10/2004 a 06/11/2004
  24/10/2004 a 30/10/2004
  17/10/2004 a 23/10/2004
  10/10/2004 a 16/10/2004
  03/10/2004 a 09/10/2004
  26/09/2004 a 02/10/2004
  12/09/2004 a 18/09/2004
  05/09/2004 a 11/09/2004
  29/08/2004 a 04/09/2004
  22/08/2004 a 28/08/2004
  15/08/2004 a 21/08/2004
  08/08/2004 a 14/08/2004
  01/08/2004 a 07/08/2004
  18/07/2004 a 24/07/2004
  11/07/2004 a 17/07/2004
  04/07/2004 a 10/07/2004
  27/06/2004 a 03/07/2004
  20/06/2004 a 26/06/2004
  13/06/2004 a 19/06/2004
  06/06/2004 a 12/06/2004
  30/05/2004 a 05/06/2004
  23/05/2004 a 29/05/2004
  09/05/2004 a 15/05/2004


Meus Links
  Clube da des(Conquista)
  Chorumelos (um blog com perspectiva totalmente masculina!)
  Deposito de Neuras
  Mulher o Suficiente
  Anônimo Incógnito - Diálogos Insanos
  Volume I
  P2B
  Um duelo - eu e ela.
  Nana Yazbek
  Leu porque quis
  Tchutchubiruba
  Caraqteres
  Cultura Pop by Lady O.
  Berenice disse