Clareador Cerebral


Perguntas freqüentes que resolvi responder:

Algumas pessoas que lêem o meu blog às vezes se confundem, então, vou responder algumas perguntinhas básicas feitas freqüentemente:

 

Você estuda cinema?

R: Não, Estudava Rádio e TV, me formei agora.

 

Você é atriz?

R: Faço teatro desde os oito anos de idade, praticamente me formei em artes dramáticas, mas parei de estudar para terminar primeiro Rádio e TV. Quem sabe em um ano serei uma atriz formada! (Profissional, qualquer pessoa com 14 anos de teatro comprovado é! DRT não serve para nada, a não ser para se aparecer!)

 

Por que você só cita bandas que ninguém conhece?

R: Bom... Isso é um mistério. Eu gosto muito de música boa, e às vezes conheço bandas e resolvo divulgá-las por aqui.

 

Você é fã de alguma banda?

R: Não. Gosto de tudo um pouco. E gosto muito de muitas coisas. Mas se pudesse me julgar fã de alguém, seria do Chico Buarque, somente! Mas alguns artistas são referências para mim sim! Leia o Clareador e verá ou apenas dê uma olhada nas minhas comunidades do Orkut.

 

Você lê muito?

R: Para todos, acho que sim, mas na minha opinião, leio muito menos do que deveria.

 

Qual é o seu livro preferido?

R: Se for para escolher só um (o que me dói muito), escolho "A Insustentável Leveza do Ser", do Milan Kundera.

 

Você namora?

R: Sim.

 

O que você não gosta?

R: Gosto de tudo! Eu não gosto de máscaras, de pessoas que se passam por algo que não são, não gosto de falso moralismo e não gosto... Ahhhhh, vocês entenderam. Virtualmente, não gosto de pessoas que escrevem errado e/ou tem erros graves de português (mesmo achando que escrevem super bem) e não gosto da Língua Portuguesa abreviada.

 

Por que “Clareador Cerebral”?

R: É o meu Clareador Cerebral, pois quando escrevo, parece que tudo fica mais resolvido dentro de mim. É como se fosse um desabafo ou uma válvula de escape para o meu autoconhecimento sabe? Não pretendo clarear o cérebro de ninguém... É muita pretensão!

 

Qual é o seu maior defeito?

R: Modéstia (risos). Não... Estou brincando, exatamente o contrário! Às vezes acabo parecendo uma pessoa prepotente – mesmo assim, esse é o defeito mais deplorável do ser humano.

 

Blog é um bom meio de comunicação?

R: Sim, há pessoas que lêem escondido só para saber da minha vida, outras para saber como estou e aonde irei esta noite. Há pessoas que descobrem este endereço virtualmente, há mais algumas pessoas que entram, pois gostam do que eu escrevo. Sempre cito a Clarah Averbuck, pois ela era blogueira e hoje é uma das melhores colunistas do Brasil.

 

Vou parar por aqui, pois esta “enquete” me parece bem ridícula, mas são as perguntas freqüentes... O que posso fazer?



 Escrito por Mariana Perin às 12h25
[   ]




Dias de Fun House

Esses dias dariam uma retrospectiva só daquele lugar este ano. Freqüentei algumas “muitas” vezes de quinta feira, vi shows belíssimos, ofereceram uma das minhas músicas favoritas para mim e fiz xixi na tampa!

 

Não se assustem, é uma história bizarra: Estava muito alcoolizada (e não me orgulho nem um pouco disso). Peço para a minha amiga Ivi me levar ao banheiro para urinar. Fomos no banheiro de baixo, que é menor que cadeira de cobrador de ônibus e de repente, ao percebermos um barulho diferente, olho pra baixo e vejo que fiz xixi na tampa! Foi bizarro, horrível, péssimo – mas dane-se! Foi uma das mil histórias que tenho lá!

 

Saudades do Rick, ganhei um anel de plástico de noivado dele, tomei pouco álcool – coisa que fez o Fê (barman) estranhar, dancei bastante, levei nova amiga e velha amiga (Thelma e Simone), conversei horas com os caras do Bidê ou Balde, falei em inglês com um Sueco mala sem alça, conheci o Craudio. Sem contar o Alê, que me rendeu uma possível direção e produção de um clipe do Numismata! Minha quinta-feira de dezembro interessante – detalhe: Graças a Deus não colocaram “abc” na Juke Box, mas em compensação, o Dj bizarro colocou um rock-indie-funk chamado dança do patinho! Vixe... me arrependi de ter saído de casa por quatro minutos!

 

É isso! Fun House, saudades.

 

Pós 04:00 de la matina, nada melhor que abrir o portão para o namorado que chega cheio de saudades – e reclama da minha balada e do tamanho do meu cabelo curto! Mas diz que me ama e dorme de conchinha comigo!

 

Ah! Ouvindo Frank Jorge neste momento.



 Escrito por Mariana Perin às 13h45
[   ]




Retrospectiva 2004

2004 não foi o melhor dos anos, mas foi com certeza cheio de experiências! Passei a virada de ano mais bizarra da minha vida, molhada e com barro na minha calça prata maravilhosa, gastei o que não podia, mas pelo menos fiz sexo muito bem feito. Paciência! Sexo que me atormentou até o dia 06 de Fevereiro e acabou, graças a Deus, mas meu ano novo foi decisivo para que eu cada vez mais completasse a minha tese: Ex-namorado é sexo garantido, porém, se fosse bom, não seria ex, seria atual!

Enquanto os primeiros meses se passavam, fui conhecendo pessoas novas, mudei de Departamento na empresa onde trabalho, cada vez mais fugia da vida conjugal, vivia intensamente minha vida de solteira. Conheci muitas pessoas – homens, mulheres, crianças, adultos, casados, solteiros – pessoas! Me apaixonei e me machuquei profundamente – ele não era amante de uma pessoa só e era amante de sua alma. Brinquei com outras pessoas, o suficiente para achar que gostava delas, mas tendo plena consciência de que tudo aquilo era uma fase pela qual precisava passar. Magoei profundamente o Fubah (meu namorado atual, que na época era meu ex – não o do começo da retrospectiva) – mas essa já é outra parte do ano. Ainda nas relações insustentáveis do meu ser, descobri o sexo pelo sexo sem pieguices, sem ser clichê e sem mentir: Sim, descobri o prazer simples, diferente dos amores dos filmes românticos e bem parecidos com filmes franceses de quinta categoria. Usei camisinha, graças a Deus!

O Fubah me reconquistou com o advento da Internet. E-mails aqui e acolá me fizeram sentir saudades dessa pessoa com quem vivi tanta coisa, pessoa que era meu melhor amigo anos atrás e que foi meu amante confidente e que no começo de 2004 era um “carma mal-resolvido”. Ele se resolveu e eu o resolvi. Nos e-mails, tínhamos “orgasmos intelectuais”. Ele estava com alguém na época e me disse a seguinte frase: “Se você falar que é sério, eu largo tudo para ficar com você!”. Lógico que era sério! Estamos felizes – conheci ter ciúmes e conheci um novo Fubah – que não me idolatrava como antes, mas me via como uma mulher e a mulher certa para ele (pois ele teve experiências suficientes para saber que era Eu quem ele queria). Eu também caí na real no quanto eu o amava e o quanto ele é perfeito para mim, apesar de seus defeitinhos lindos.

Meu inglês ficou “tinindo” no departamento novo, comecei a ter mais responsabilidades, comecei a ter dois empregos, conheci pessoas na alltv, produzi programas de GLS a Política e Economia. Fiz amizades de verdade ligadas à vida profissional, descobri o que é ter sintonia com outra pessoa, fiz parte de times perfeitos, cresci absurdamente.

Comecei a produzir um vídeo de conclusão de curso com mais quatro amigas mandonas e deu certo! Ele terminou em novembro, cheio de orgulho e com um dez de nota. Me formei como queria. Com arte! E consegui musicar o sentido que dirigi com Penélope.

Senti falta dos palcos e me apaixonei mais pelo cinema. Vivi o mundo da moda ao lado da Vogue girl, minha amiga e parceira de Funhá as quintas Simone. Escrevi bastante, o suficiente para me render uma tendinite sem termos técnicos na mão direita. Dancei deveras, ouvi muita música, não usei muitos entorpecentes (álcool conta)? Tive o melhor aniversário do mundo na Fun House, mas dormi de tão alcoolizada ou cansada no sofá. Fui no VMB – e foi um lixo!

Fiquei viciada em messenger e orkut – msn foi sinônimo de paqueras antigas que se tornaram ridículas neste advento virtual aprimorado com fotos e versão 6.2; Já o orkut foi ferramenta para encontros de antigos amigos e manifestações intelectuais que me fizeram tão bem. Saí da all tv para ganhar um lixo e não estou feliz. Isso há 1 semana (risos).

Banda do ano: Numismata, com certeza. Com seu samba-rock-vanguardista paulistano, fez com que eu me apaixonasse pela banda e que admirasse loucamente o disco lançado. Disco do ano: Cachorro Grande. Arrependimento musical do ano: Ludov – acho que até a banda deve pensar isso bem lá no fundinho, depois de sua banalização. Shows do ano: MUITOS! Benny Benassi, Seu Jorge, Wonkavision, Numismata, Graforréia Xilarmonica, Orquídeas, Dona Zica... São muitos e eu não lembrarei. Mas vale a intenção!

Li menos livros que queria, mas li mais poesia que imaginava. Minha mãe lançou o “Mulher o Suficiente”, meu pai ficou mais felizinho, minha irmã teve quase mil votos, o PV elegeu muitos vereadores, eu vi as coisas passarem pelo retrovisor, pois estava a caminho do que não era aquilo. Conheci os textos incríveis de Clarah Averbuck, li Bukowiski, conheci a coluna da Folhateen não mais para minha idade do Álvaro Pereira Júnior.

E o melhor: Criei o Clareador Cerebral. Ele nasceu depois de conversar com a Carine e mostrar alguns contos que havia escrito para ela. Ela me disse: Monta um Brogu! Eu hesitei. Escrevi um texto sobre uma conversa feminina com a Nathalia e outras amigas. Mostrei a ela e a mesma me disse: Monta um brogu! E assim sucessivamente. Até que não agüentei e criei este blog! Causou uma certa polêmica quando descoberto, mas nem liguei, pois as palavras são minhas, é um vômito de idéias que não segurei. É o meu meio de comunicação.

Não acho que muita coisa acontecerá de hoje até o dia 31/12. Somente sei que acho esse clima natalino um saco, para mim, que sou somente crente em Deus, tudo isso é motivo para as pessoas despertarem uma carência própria escondida (além das questões capitalistas). Sei que passarei grudada no meu amor dos dias 23 à 26, e que passarei a virada glamurosa de ano “batendo cartão” na empresa onde trabalho. Acredite se quiser, mas não estou me importando muito. Será sem barro, com amor e no máximo com uma festinha. Se algo acontecer, que seja pelo meu bem geral – dane-se a nação!



 Escrito por Mariana Perin às 21h45
[   ]




Blogs e Afins

Sim, sim, sim... Montes de coisas a dizer e meu tempo totalmente pequeno me faz a cada dia sentir falta deste Clareador aqui! Como escrever faz bem meu Deus! Hare!

O Broguinho foi indicado como um dos mais legais do Uol. Não que eu seja grande coisa além desta que vocês conhecem, mas foi muito bom perceber que as coisas que num geral escrevo foram reconhecidas. E parabenizo a todos que tem um blog, pois idéias, mesmo que virtuais, são importantíssimas para o crescimento criativo e intelectual.

Hoje meu post é sobre tudo. Começando pelo Santo Blog nosso de cada dia, um meio de comunicação, o espelho do cérebro de uns, a máscara de outros. A Clarah Averbuck começou sua jornada num broguezinho e tantos outros também. Não acho um desperdício escrever aqui, há quem diga que perco meu tempo nessa vida virtual! Não acho. Um livro é muita pretensão, já escrevi peças e acho que um livro ainda não é a hora. Antes de ser mãe, talvez, mas por enquanto não é! Ter 22 anos ainda é um desafio e pensar em escrever profissionalmente é uma loucura, ainda mais nessa crise pós TCC. Novo parágrafo!

Tantas coisas acontecendo... Troquei de emprego. Sou produtora de um programa exibido no ABC mesmo, a produtora fica em Sto. André, mas me doeu muito sair da ALL TV – foi uma fase incrível da minha vida. Lá encontrei algumas pessoas que nunca esquecerei! A Mamão ainda me espera (sobre ela eu vou falar, sem desmerecer ninguém)... ela é uma espécie de amiga, parceira e produtora conjunta. É a pessoa que mais nasceu para TV que eu conheço – mas estuda cinema, o que fazia com que eu a invejasse (de boa maneira) a cada dia que passava. Não sou mais produtora do Ponto de Vista. Hoje, vivo a crise pós TCC, pois me formei, tirei 10,0, fiz um vídeo-arte de verdade e não sou nada! Sabe aquela crise: Sou tanta coisa, mas não sou nada? É mais ou menos isso. Sou uma atriz que sente saudades do palco, sou uma guerreira que sente falta da espada, sou uma física que corre contra o tempo rogando por um pouco de prazer. Na verdade, sou a ambigüidade do tudo e do nada! Não sei! Prepotência minha? Acho que não, pois assumo aqui que estou me sentindo infeliz!

Ter saído da alltv foi o desafio e não estou feliz, mas temos que passar por algumas coisas para crescer! Estou longe do meu amor, só o vejo nos fins de semana e mesmo assim sinto absurdamente sua falta. Poxa, isso não é justo! Ahhhh! Voltemos para a crise, pelo menos esta nos faz rir (nem que seja da minha própria desgraça)! Estou em crise, pois sou uma radialista que se arrependeu profundamente por não ter estudado jornalismo. Amo escrever. “Por que que eu não pensei nisso antes”, como dizia Itamar Assumpção.

Termino por aqui minhas reclamações, estou à procura de emprego (Novo! Esse meu nem tem uma semana e estou querendo abortá-lo!). Caso saibam de uma vaga de Treinee, Consultora, Eventos, Produção, Assessoria de Imprensa, Atriz de peça infantil... “Estamos aí, pro que der e vier”.

Saudades do msn, do orkut, da internet, dessas coisas frias que me deixaram viciada!

- Vem aí a retrospectiva 2004! Ela está em preparação...

- Boa dica: CD novo do Bidê ou Balde, como tudo o que eles fazem, deve ser muito bom! O lançamento ocorre neste momento no “Avenida Club”.

-          Presente de Natal: Alguém me dá um Lay-out novo? Poxa, o Clareador merece!

 

Quebra de Tabus – As coisas precisam chocar para se começar a mudar alguma coisa!

 



 Escrito por Mariana Perin às 21h09
[   ]




Utilidade

Post musical é útil, pois quando não temos muito tempo, colocamos algo que realmente "signifique" aí para ser lido. Eu adoro essas duas, como pessoa principalmente e como duas grandes amigas da minha mumis. Com certeza, uma das minhas músicas favoritas...

 

Pagu - Zélia Duncan e Rita Lee. 

 

Mexo remexo na inquisição
Só quem já morreu na fogueira
Sabe o que é ser carvão

Eu sou pau pra toda obra
Deus dá asas a minha cobra
Minha força não é bruta
Não sou freira nem sou puta

Nem toda feiticeira é corcunda
Nem toda brasileira é bunda
Meu peito não é de silicone
Sou mais macho que muito "home"

Sou a rainha do meu tanque
Sou Pagu indignada no palanque
Fama de porralouca, tudo bem
Minha mãe é Maria Ninguém
Não sou atriz-modelo-dançarina
Meu buraco é mais em cima

Nem toda feiticeira é corcunda
Nem toda brasileira é bunda
Meu peito não é de silicone
Sou mais macho que muito "home"

 

Vem aí a retrospectiva 2004! Aguardem!



 Escrito por Mariana Perin às 14h48
[   ]





 



M.P
BRASIL,
Histórico
  16/05/2010 a 22/05/2010
  07/02/2010 a 13/02/2010
  20/12/2009 a 26/12/2009
  22/11/2009 a 28/11/2009
  13/09/2009 a 19/09/2009
  16/08/2009 a 22/08/2009
  09/08/2009 a 15/08/2009
  26/07/2009 a 01/08/2009
  19/07/2009 a 25/07/2009
  05/07/2009 a 11/07/2009
  28/06/2009 a 04/07/2009
  21/06/2009 a 27/06/2009
  25/01/2009 a 31/01/2009
  11/01/2009 a 17/01/2009
  30/11/2008 a 06/12/2008
  23/11/2008 a 29/11/2008
  16/11/2008 a 22/11/2008
  13/07/2008 a 19/07/2008
  22/06/2008 a 28/06/2008
  18/05/2008 a 24/05/2008
  20/04/2008 a 26/04/2008
  03/02/2008 a 09/02/2008
  13/01/2008 a 19/01/2008
  02/12/2007 a 08/12/2007
  18/11/2007 a 24/11/2007
  21/10/2007 a 27/10/2007
  07/10/2007 a 13/10/2007
  30/09/2007 a 06/10/2007
  09/09/2007 a 15/09/2007
  26/08/2007 a 01/09/2007
  19/08/2007 a 25/08/2007
  12/08/2007 a 18/08/2007
  29/07/2007 a 04/08/2007
  22/07/2007 a 28/07/2007
  15/07/2007 a 21/07/2007
  08/07/2007 a 14/07/2007
  24/06/2007 a 30/06/2007
  10/06/2007 a 16/06/2007
  03/06/2007 a 09/06/2007
  27/05/2007 a 02/06/2007
  13/05/2007 a 19/05/2007
  06/05/2007 a 12/05/2007
  22/04/2007 a 28/04/2007
  08/04/2007 a 14/04/2007
  01/04/2007 a 07/04/2007
  25/03/2007 a 31/03/2007
  18/03/2007 a 24/03/2007
  11/03/2007 a 17/03/2007
  04/03/2007 a 10/03/2007
  25/02/2007 a 03/03/2007
  18/02/2007 a 24/02/2007
  11/02/2007 a 17/02/2007
  04/02/2007 a 10/02/2007
  28/01/2007 a 03/02/2007
  21/01/2007 a 27/01/2007
  14/01/2007 a 20/01/2007
  07/01/2007 a 13/01/2007
  31/12/2006 a 06/01/2007
  24/12/2006 a 30/12/2006
  10/12/2006 a 16/12/2006
  26/11/2006 a 02/12/2006
  12/11/2006 a 18/11/2006
  29/10/2006 a 04/11/2006
  22/10/2006 a 28/10/2006
  15/10/2006 a 21/10/2006
  30/07/2006 a 05/08/2006
  23/07/2006 a 29/07/2006
  16/07/2006 a 22/07/2006
  09/07/2006 a 15/07/2006
  02/07/2006 a 08/07/2006
  11/09/2005 a 17/09/2005
  28/08/2005 a 03/09/2005
  07/08/2005 a 13/08/2005
  31/07/2005 a 06/08/2005
  24/07/2005 a 30/07/2005
  17/07/2005 a 23/07/2005
  12/06/2005 a 18/06/2005
  05/06/2005 a 11/06/2005
  29/05/2005 a 04/06/2005
  22/05/2005 a 28/05/2005
  15/05/2005 a 21/05/2005
  08/05/2005 a 14/05/2005
  01/05/2005 a 07/05/2005
  24/04/2005 a 30/04/2005
  17/04/2005 a 23/04/2005
  03/04/2005 a 09/04/2005
  27/03/2005 a 02/04/2005
  20/03/2005 a 26/03/2005
  13/03/2005 a 19/03/2005
  06/03/2005 a 12/03/2005
  27/02/2005 a 05/03/2005
  20/02/2005 a 26/02/2005
  13/02/2005 a 19/02/2005
  06/02/2005 a 12/02/2005
  30/01/2005 a 05/02/2005
  23/01/2005 a 29/01/2005
  16/01/2005 a 22/01/2005
  09/01/2005 a 15/01/2005
  02/01/2005 a 08/01/2005
  26/12/2004 a 01/01/2005
  19/12/2004 a 25/12/2004
  12/12/2004 a 18/12/2004
  05/12/2004 a 11/12/2004
  21/11/2004 a 27/11/2004
  14/11/2004 a 20/11/2004
  07/11/2004 a 13/11/2004
  31/10/2004 a 06/11/2004
  24/10/2004 a 30/10/2004
  17/10/2004 a 23/10/2004
  10/10/2004 a 16/10/2004
  03/10/2004 a 09/10/2004
  26/09/2004 a 02/10/2004
  12/09/2004 a 18/09/2004
  05/09/2004 a 11/09/2004
  29/08/2004 a 04/09/2004
  22/08/2004 a 28/08/2004
  15/08/2004 a 21/08/2004
  08/08/2004 a 14/08/2004
  01/08/2004 a 07/08/2004
  18/07/2004 a 24/07/2004
  11/07/2004 a 17/07/2004
  04/07/2004 a 10/07/2004
  27/06/2004 a 03/07/2004
  20/06/2004 a 26/06/2004
  13/06/2004 a 19/06/2004
  06/06/2004 a 12/06/2004
  30/05/2004 a 05/06/2004
  23/05/2004 a 29/05/2004
  09/05/2004 a 15/05/2004


Meus Links
  Clube da des(Conquista)
  Chorumelos (um blog com perspectiva totalmente masculina!)
  Deposito de Neuras
  Mulher o Suficiente
  Anônimo Incógnito - Diálogos Insanos
  Volume I
  P2B
  Um duelo - eu e ela.
  Nana Yazbek
  Leu porque quis
  Tchutchubiruba
  Caraqteres
  Cultura Pop by Lady O.
  Berenice disse