Clareador Cerebral


Eu me arrependo de nunca ter dito isso

                O corpo humano é uma obra de arte. O seio de uma mulher é epifânico, como se fosse a maior criação de Deus. As crianças mamam seu alimento ali e os homens deleitam-se naqueles pequenos montes apaixonantes. Não conheço uma mulher de corpo feio. Das rechonchudas renascentistas às anoréxicas dos anos 90, todas são lindas de doer. Eu me sinto extremamente sexy nua, mesmo sabendo que existem pneuzinhos a mais. Sei que sou sexy. Quando a mulher tem autoconfiança em relação a sua estética, ela pode mover o mundo com o seu poder de sedução.

                Muitas fêmeas são assim – e essa autoconfiança (nela contém inteligência e bom senso) faz com que consigamos boa parte do que almejamos. Com o jeito de falar ou de colocar a franja atrás da orelha, podemos causar uma guerra fria (ou extremamente quente). Tudo isso pode parecer fútil, mas eu gosto de mulheres com essas características e isso faz com que eu as admire. Admiro Jackie O, Spice Girls e Adriane Galisteu por essa mágica contida nas pequenas privilegiadas. Detalhe: Essa mágica vive dentro de todas as mulheres, pena que só algumas sabem usá-la. Bruxas, borboletas voadoras e aprendizes! Guardem isso. Lógico que existe a carência, a disputa entre o mesmo sexo, o sentimento de vazio quando estamos sozinhas – mas ao meu ver, todas devem se amar!

                Uma mulher gostosa é de fechar o quarteirão. Bem cena de filme: Ela passa, com seus cabelos esvoaçantes com seu vestido florido e todos os homens ficam paralisados! A maior verdade da publicidade. Mas isso acontece com as baixinhas de cabelos curtos ou com as gordinhas desengonçadas sim! Todas nós somos belas. QUALQUER MULHER NUA consegue excitar um homem. Já não é qualquer homem que consegue excitar uma mulher...

                Diz a lenda que as mulheres têm prazer sensorial – ligado ao tato e completo por outros quatro sentidos, enquanto nos homens (ou maioria deles) prevalece o prazer visual – ligado à descrição acima. Eu sinceramente não me enquadro neste grupo – aliás, não sei em qual grupo me enquadro, pois tenho todos os tipos de prazer. Mas ensaiei até agora para dizer a seguinte frase: O corpo masculino é lindo. A maioria não pensa assim. Uns olham e acham desengonçado, outros acham que é excessivo. Eu não! Acho realmente incrível. Um homem deitado contra a luz é belíssimo. Sabe aquela entrada que só alguns possuem? Aquilo é demais! Mesmo quando ele não é apolíneo, mas te pega e te faz carinho enquanto você dorme no peito dele? E a beleza do olhar dele, de bruços, enquanto você de lado, o observa. Realmente acho louco o homem. Acho suas mãos belas, acho o rosto masculino (ainda mais com a barba por fazer) apaixonante. Parece insano, mas não é! Faço a minha comparação: O corpo feminino é como uma poesia de Clarisse Lispector – simples, de fácil apreciação e belíssima; já o corpo masculino é uma poesia de Leminski – dói ao ser lida e são poucos que gostam.

                É sim verdade que gostamos de carinho! Mas um olhar pode fazer com que eu me remexa por inteiro na calça jeans. Não é lenda! Nós podemos apertar nossas pernas de desejo, nós podemos escondidinho sentir e ninguém ver. Esse olhar, que me faz trançar as pernas, são poucos que sabem fazer, mas os que sabem, me levam ao desconhecido. Quando ele é inteligente e conversa com a fêmea, observamos as orelhas, o nariz e principalmente a boca. O jeito com que o homem fala, faz com que a imaginação das mulheres voe.

                Se eu pudesse me arrepender de algo, me arrependeria de nunca ter dito que o homem nu é lindo e que me excito ao ver um homem desejado por mim sem roupas. Esse é um segredo meu, aberto aqui, entre palavras. Esse segredo é sobre mim. Se eu pudesse dizer algo sobre fêmeas, diria o clichê: Nós gostamos de carinho – e flores, serenata, jantares, presentes, e tudo aquilo que vocês homens já sabem, e ainda dizem que somos misteriosas.



 Escrito por Mariana Perin às 23h34
[   ]





 



M.P
BRASIL,
Histórico
  16/05/2010 a 22/05/2010
  07/02/2010 a 13/02/2010
  20/12/2009 a 26/12/2009
  22/11/2009 a 28/11/2009
  13/09/2009 a 19/09/2009
  16/08/2009 a 22/08/2009
  09/08/2009 a 15/08/2009
  26/07/2009 a 01/08/2009
  19/07/2009 a 25/07/2009
  05/07/2009 a 11/07/2009
  28/06/2009 a 04/07/2009
  21/06/2009 a 27/06/2009
  25/01/2009 a 31/01/2009
  11/01/2009 a 17/01/2009
  30/11/2008 a 06/12/2008
  23/11/2008 a 29/11/2008
  16/11/2008 a 22/11/2008
  13/07/2008 a 19/07/2008
  22/06/2008 a 28/06/2008
  18/05/2008 a 24/05/2008
  20/04/2008 a 26/04/2008
  03/02/2008 a 09/02/2008
  13/01/2008 a 19/01/2008
  02/12/2007 a 08/12/2007
  18/11/2007 a 24/11/2007
  21/10/2007 a 27/10/2007
  07/10/2007 a 13/10/2007
  30/09/2007 a 06/10/2007
  09/09/2007 a 15/09/2007
  26/08/2007 a 01/09/2007
  19/08/2007 a 25/08/2007
  12/08/2007 a 18/08/2007
  29/07/2007 a 04/08/2007
  22/07/2007 a 28/07/2007
  15/07/2007 a 21/07/2007
  08/07/2007 a 14/07/2007
  24/06/2007 a 30/06/2007
  10/06/2007 a 16/06/2007
  03/06/2007 a 09/06/2007
  27/05/2007 a 02/06/2007
  13/05/2007 a 19/05/2007
  06/05/2007 a 12/05/2007
  22/04/2007 a 28/04/2007
  08/04/2007 a 14/04/2007
  01/04/2007 a 07/04/2007
  25/03/2007 a 31/03/2007
  18/03/2007 a 24/03/2007
  11/03/2007 a 17/03/2007
  04/03/2007 a 10/03/2007
  25/02/2007 a 03/03/2007
  18/02/2007 a 24/02/2007
  11/02/2007 a 17/02/2007
  04/02/2007 a 10/02/2007
  28/01/2007 a 03/02/2007
  21/01/2007 a 27/01/2007
  14/01/2007 a 20/01/2007
  07/01/2007 a 13/01/2007
  31/12/2006 a 06/01/2007
  24/12/2006 a 30/12/2006
  10/12/2006 a 16/12/2006
  26/11/2006 a 02/12/2006
  12/11/2006 a 18/11/2006
  29/10/2006 a 04/11/2006
  22/10/2006 a 28/10/2006
  15/10/2006 a 21/10/2006
  30/07/2006 a 05/08/2006
  23/07/2006 a 29/07/2006
  16/07/2006 a 22/07/2006
  09/07/2006 a 15/07/2006
  02/07/2006 a 08/07/2006
  11/09/2005 a 17/09/2005
  28/08/2005 a 03/09/2005
  07/08/2005 a 13/08/2005
  31/07/2005 a 06/08/2005
  24/07/2005 a 30/07/2005
  17/07/2005 a 23/07/2005
  12/06/2005 a 18/06/2005
  05/06/2005 a 11/06/2005
  29/05/2005 a 04/06/2005
  22/05/2005 a 28/05/2005
  15/05/2005 a 21/05/2005
  08/05/2005 a 14/05/2005
  01/05/2005 a 07/05/2005
  24/04/2005 a 30/04/2005
  17/04/2005 a 23/04/2005
  03/04/2005 a 09/04/2005
  27/03/2005 a 02/04/2005
  20/03/2005 a 26/03/2005
  13/03/2005 a 19/03/2005
  06/03/2005 a 12/03/2005
  27/02/2005 a 05/03/2005
  20/02/2005 a 26/02/2005
  13/02/2005 a 19/02/2005
  06/02/2005 a 12/02/2005
  30/01/2005 a 05/02/2005
  23/01/2005 a 29/01/2005
  16/01/2005 a 22/01/2005
  09/01/2005 a 15/01/2005
  02/01/2005 a 08/01/2005
  26/12/2004 a 01/01/2005
  19/12/2004 a 25/12/2004
  12/12/2004 a 18/12/2004
  05/12/2004 a 11/12/2004
  21/11/2004 a 27/11/2004
  14/11/2004 a 20/11/2004
  07/11/2004 a 13/11/2004
  31/10/2004 a 06/11/2004
  24/10/2004 a 30/10/2004
  17/10/2004 a 23/10/2004
  10/10/2004 a 16/10/2004
  03/10/2004 a 09/10/2004
  26/09/2004 a 02/10/2004
  12/09/2004 a 18/09/2004
  05/09/2004 a 11/09/2004
  29/08/2004 a 04/09/2004
  22/08/2004 a 28/08/2004
  15/08/2004 a 21/08/2004
  08/08/2004 a 14/08/2004
  01/08/2004 a 07/08/2004
  18/07/2004 a 24/07/2004
  11/07/2004 a 17/07/2004
  04/07/2004 a 10/07/2004
  27/06/2004 a 03/07/2004
  20/06/2004 a 26/06/2004
  13/06/2004 a 19/06/2004
  06/06/2004 a 12/06/2004
  30/05/2004 a 05/06/2004
  23/05/2004 a 29/05/2004
  09/05/2004 a 15/05/2004


Meus Links
  Clube da des(Conquista)
  Chorumelos (um blog com perspectiva totalmente masculina!)
  Deposito de Neuras
  Mulher o Suficiente
  Anônimo Incógnito - Diálogos Insanos
  Volume I
  P2B
  Um duelo - eu e ela.
  Nana Yazbek
  Leu porque quis
  Tchutchubiruba
  Caraqteres
  Cultura Pop by Lady O.
  Berenice disse